Newsletter Versão Espanhola English Version
Seres estranhos e desconhecidos nas viagens portuguesas de expansão e descoberta pelo oceano Atlântico 4.45 (11 Votos)
de Cristina Brito

Idioma principal do documento: Português


Resumo em Português: Na Idade Média, numa época de pouca divulgação cultural ou científica, o povo imaginava monstros e coisas maravilhosas, bem como uma série de criaturas fabulosas a viver nos oceanos. Considerava-se que a Terra e o Mar eram dois mundos paralelos, pelo que certos animais terrestres já conhecidos teriam certamente os seus correspondentes a viver no mar. Mas foi apenas com os primeiros relatos dos descobrimentos que surgem referências escritas a diversos monstros marinhos. O termo monstro marinho surge, a partir do século XV, não necessariamente relacionado com uma criatura mítica medieval, mas associado à ocorrência de um enorme ser, assustador e nunca antes visto. Na extensa história Atlântica de Portugal existem inúmeras referências a monstra marina, muitas vezes com nomes até conhecidos, como baleias, golfinhos e outros peixes como esses. As viagens por mares e terras não explorados levaram os homens ao encontro de uma natureza inóspita, e colocaram-nos face a ambientes diferentes e singulares. Obrigaram-nos a enfrentar a perplexidade relativamente à fauna e flora encontradas, completamente incógnita e deveras admirável. Podemos, portanto, perceber que a fantasia criada em torno dos monstros marinhos, encontra o seu fundamento em vislumbres de animais reais, nas raras e surpreendentes observações de seres marinhos, que até então permaneciam um verdadeiro mistério.
Palavras-chave em Português: Mamíferos marinhos, Monstros, Descobrimentos, Atlântico

Detalhes
Tipo:
Artigo científico

Áreas temáticas:
Ciências Biológicas, História e Arqueologia, História da Ciência e da Técnica
Informação curricular dos autores:
Licenciada em Biologia Aplicada aos Recursos Animais - Variante Recursos Marinhos, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (1993/1998). Mestre em Etologia, Instituto Superior de Psicologia Aplicada (1998/2000). Efectuou, entre outros, os cursos de Formação em Bem-Estar Animal, ISPA (2002) e de História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa no Século XV”, Centro de História de Além-Mar, FSCH – UNL (2005).

Ano publicação/produção:  2006
Referência bibliográfica:
Evans, Joám; Crespo, Óscar; Kristensen, Bárbara, Eds.: Essays on Atlantic Studies. Instituto Galego de Estudos de Segurança Internacional e da Paz, Rianxo, 2006 (85-97)

Preço:  0 €

Formato:
 pdf
Tamanho:
 0,634 Mbytes

Donativos
O download deste documento é gratuito, sendo os custos de alojamento e conectividade suportados pelo Pluridoc.
Se desejar contribuir para a sua sustentabilidade poderá efectuar um donativo do montante que desejar.
Muito obrigado!



Comentários/Opiniões
Este documento não tem Comentários/Opiniões.



|   Copyright © 2014 Naturlink. Todos os direitos reservados   |   Todos os conteúdos são da responsabilidade dos seus autores   |